Studio di Design

O momento crucial de uma grande ideia!

Qual empreendedor nunca gastou milhares de neurônios na busca por aquela ideia que mudaria tudo?

E entendamos como empreendedor, não apenas quem já tem seu próprio negócio, mas todo aquele que almeja embarcar nessa jornada, que traz consigo alguns requisitos importantes afim de deixar de ser empregado dos outros para ser dono do próprio negócio.

Uma grande ideia, geralmente, não surge “do nada”.

Ela é a resposta a um trabalho de pensamento constantemente focado em descobrir algo novo, em trazer soluções para problemas específicos. Não é só um trabalho de introspecção, também exige muita pesquisa, busca por informação, afim de se ter material suficiente para construir protótipos mentais e então começar trazer a tona algo mais concreto, algo realizável.

Hoje porém, não vamos abordar os processos para se chegar a grandes ideias, isso fica para um próximo post.
Meu objetivo é falar sobre o momento em que uma grande ideia surge e em como não perder o time da sua implementação.

Quando uma boa ideia surge, ela mexe com você!

Diversos sentimentos surgem ao mesmo tempo! Uma sensação vibrante, um vislumbre de sucesso, de realização, de satisfação.
Todo o processo se descortina em sua mente passo a passo. Não há pontas soltas, tudo se conecta e a alegria interior é inevitável, a motivação é empolgante.

Este é o time! O momento onde você deve ter a iniciativa de criar seu plano de ação, seu plano estratégico, reunir informações, avaliar quais as tecnologias necessárias para a execução, fazer as contas para o investimento inicial, estudar parcerias se necessário, pesquisar fornecedores, métodos de distribuição, divulgação, colocar tudo no papel e fazer sua análise de viabilidade.
Sua atitude deve ser como o fluir das águas de um rio que, enquanto desce a montanha, vai aumentando sua velocidade, sua força, largura, até chegar no seu ápice!

E o que fazer quando os inimigos surgem?

Inimigos? Sim, acredite, eles aparecem em horas inoportunas e podem te convencer de que ir em frente não vai dar em nada!

E quem são esses inimigos?
O medo, a dúvida, a insegurança, o adiamento, e as vozes!
Sim, aquelas vozes na cabeça dizendo que não vai conseguir, que é melhor ficar na zona de conforto e não se arriscar, que as pessoas não vão gostar, que isso não é para você.

Uma coisa é você avaliar riscos, analisar o mercado, a concorrência, seu cauteloso, ter sabedoria para os negócios. Porém, isso não não tem nada a ver com as vozes que tentam te impedir de avançar.
E se você começar a ouvir essas vozes, se retardar sua iniciativa, se perder a motivação, se a energia se dissipar, é o fim. Seus pensamentos começarão a ficar dispersos, outras coisas tomarão sua atenção, surgirá um pequeno sentimento de frustração que irá passar, e você seguirá sua vida como estava antes daquela ideia incrível.

Se você é um típico “caçador de ideias”, não desista! Porque aqueles que conseguiram criar grandes produtos e serviços, que promoveram verdadeiras revoluções em todo o mundo, em algum ou em muitos momentos, pararam para “ouvir” suas mentes, fazer considerações, estudos, pesquisa, testes, até que…

Este é um conteúdo simples, e um tanto pessoal pra mim.
Que ele possa contribuir positivamente de alguma forma em sua jornada.

Até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *